[[ Esta em um ambiente seguro e por motivos de segurança, o seu endereço de IP : 3.231.229.89 será gravado.]]
  Domingo, 8 de Dezembro de 2019
HOME img A RÁDIO img PROGRAMAÇÃO img EQUIPA img NOTÍCIAS img Sala 1 img Sala 2 img CONTACTO img ENTREVISTAS img img PAG.XAT img EMAIL  
PARCERIAS img COMO OUVIR img VIDEOS img MENSAGENS img EVENTOS img ADMIN SITE img DONATIVO img GALERIA img CPANEL img  
ALVORADA img TOP 12 img Play Store img Shoutcast C1 img Shoutcast C2 img Ouvir C1 img Ouvir C2 img    
 
                                  EM EMISSAO
img
Ràdio Portuguesa do Var - A ràdio que toca sucessos OUVIR AQUI!
  
 
 
[[ CANAL 2 Serviço direto do Estudio var 24 h/24 h ]]

    ATUALIZADA EM 26/05/2019

img
BEM VINDO A RCP-VAR !! Ouçanos no seu android, carregue a aplicaçao RCP-VAR no PlayStore e instal no seu smartphone !!!

OUVINTES C2  

 
                                  PEDIDOS
img
 
             
img
 
                         AGENDA EVENTOS
img
Nenhum registro encontrado!
 
                         VISITANTES NO MOMENTO
img
 
                         OS PAISES VISITANTES
img
 
                         LIGA DE AMIGOS
img
 
                         INSCRITO NO SACEM
img
 
  NOTÍCIAS
img
 
Prémio de seguro leva amantes a matarem triatleta Luís Grilo
Seguro de vida com valor de cerca de 100 mil euros.
Rosa Grilo herdaria ainda o negócio e ficaria com a casa paga ao banco.
Luís Grilo tinha contratado um seguro de vida, no valor de cerca de 100 mil euros, que reverteriam a favor da mulher em caso de morte. Rosa sabia, motivo pelo qual decidiu assassinar o marido à pancada e a tiro, dentro de casa, em Vila Franca de Xira, com a ajuda do amante – simulando no dia a seguir, a 16 de julho, o desaparecimento da vítima. Assim, a apropriação do seguro de vida do atleta de triatlo foi o móbil do crime, acredita a PJ – premeditado por ambos até com vista a resolver os problemas financeiros do homicida, António Joaquim, um funcionário judicial. Há indícios de que Rosa Grilo, com os devidos cuidados para que o marido não percebesse, ajudasse o amante financeiramente – este tinha dificuldades, com dois filhos menores para criar. É divorciado há cerca de dois anos. Rosa, 43 anos, queria ficar com António, de 42, mas sabia que pelo divórcio não iria conseguir ter a vida de desafogo que pretendiam – dependia financeiramente do marido, por via do negócio de informática que era o sustento da família. Chegou assim a um consenso com o amante de que a melhor forma era matarem Luís Grilo, iludindo a polícia com a simulação do desaparecimento, primeiro, e mais tarde, quando o corpo foi encontrado, na zona de Avis, Rosa empurrar a investigação no sentido de que o marido tivesse sido vítima de um roubo violento – tese que fez passar, por exemplo, até em declarações à comunicação social. Luís, engenheiro informático, era a chave do negócio da empresa do ramo – com a sua morte, Rosa poderia manter a firma em funcionamento contratando outro informático, algo que seria impossível em caso de divórcio.





Notícia Postada em 29/09/2018


  VEJA TAMBÉM!

[21/05/2019] - Prepare-se para um verão histórico com vários dias seguidos acima dos 43 graus
[14/01/2019] - Chuva volta a Portugal continental a partir de quarta-feira,16 de Janº 2019
[14/01/2019] - Emprestar dinheiro a amigos ou familiares? 6 razões para não o fazer
[14/01/2019] - Loja chinesa no Seixal escondia 24 pessoas
[29/09/2018] - Cavaco sai de cerimónia em Lisboa antes de Marcelo discursar
[29/09/2018] - Prémio de seguro leva amantes a matarem triatleta Luís Grilo
[29/09/2018] - As mudanças de impostos que pode esperar para janeiro
[14/07/2018] - "Nos hospitais faltam coisas simples como compressas e fios de sutura"
[14/07/2018] - "Obrigado". Crianças salvas de gruta enviam mensagem do hospital
[12/06/2018] - Há novos valores para o abono de família. Veja aqui o que mudou
 
© 2019 - //rcp-var.com - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Hospedado por djhost - Sistemas